quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Poesia: Amor irreal

Amor irreal

Onde foi que aconteceu?
Não sei.
Quando comecei a te amar?
Lembro que estava eu
Sonhando com você chegar...
Queria que você pudesse ver
Em meu olhar
A cada instante você mudar meu viver.
Fiquei parado no ponto, esperando o ponto de ir ao seu encontro,
Mas não sei me expressar
Não soube lhe falar
De sua beleza rara
Não fui objetivo, não foi uma maneira clara.
O tempo passou e você também
O sonho continua. Quero ser teu.
O sonho meu
É tornar este amor real expulsando-o de mim para que ele possa ser seu.

Magno Oliveira

Magno Oliveira é poeta, teve a poesia Heroico Sorriso publicada em 2011, no livro, Antologia Poética do 1º Concurso de Poesias Augusto dos Anjos. Teve inúmeras poesias publicadas em sites, jornais, revistas digitais, blogs entre outras redes sociais. Já participou e organizou projetos como, por exemplo, Um Poema Em Cada Árvore, Declame Para Drummond, Varal de Poesias, Exposição 2 artes. Atualmente organiza os saraus Slam Sujeira e Pense Já! ambos em Poá -SP.

Militante cultural e político atuante é membro do Fórum Permanente de Cultura de Poá e do Conselho Municipal de Políticas Culturais (CMPC) - Conselho de Cultura da mesma cidade. Já organizou diversos eventos e projetos na área da cultura e educação na região do Alto Tietê. Fundador do partido-movimento RAiZ Movimento Cidadanista, é assessor de imprensa da IUPAA - Instituto União Paulista de Proteção Animal e Ambiental

Blogueiro e estudante de jornalismo é criador dos blogs Folhetim Esportivo e Folhetim Cultural. Já colaborou com o extinto jornal Mídia Ambiental e a extinta revista Vitrine Cultural. Esporadicamente escreve para o jornal Impacto Cultural de Poá - SP.

Twitter: @oliveirasmagno

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar sua mensagem ao Magno Oliveira